domingo, 5 de junho de 2011

Mostra de Cinema no Sesc

Neste sábado sai do trabalho como sempre, morta de cansada. Mas dessa vez segui para uma programação muito agradável! Fui assistir um filme francês no Sesc. Durante todo o mês o Sesc estará com uma programação de filmes maravilhosos, clássicos franceses que marcaram o ano de 1959. A "Mostra 1959" exibirá filmes do ano mágico do cinema francês, como o próprio cartaz do evento apresenta. 
Hoje assisti a "Quem matou Leda" e gostei muito. O fato de que um amigo que foi comigo ao evento acabou de voltar de Paris, e fala francês fluente, por ter morado lá mais de seis anos, também ajudou muito! Conversamos muito depois do filme e ainda encerramos a noite comendo subway no shopping! Quer dizer, minha amiga e eu, porque esse meu amigo praticamente francês foi ser feliz no Hostaded Potato! 
Em resumo, a noite foi maravilhosa! E combinamos de repetir a dose no sábado que vem. O filme exibido será "Os incompreendidos" que me parece ser bem legal. Os filmes são exibidos no Sesc Palmas as 19:30h, com sessões as sextas, sábados e domingos desse mês. Fica aqui meu convite, pra quem se interessar! 

Ah, uma coisa me chamou a atenção no cinema. Tinha um casal sentado na mesma fileira que eu, dois assentos nos separavam. Não pude deixar de perceber o carinho entre os dois, sei que isso parece óbvio, afinal eles eram um casal, mas eles eram tão novinhos! E o rapaz principalmente, não tinha vergonha de ser gentil e expressar o que sentia pela garota, mesmo que em uma sala lotada... 
Homens em geral tem uma certa dificuldade em expressar essas coisas, mas ele não. Apesar da pouca idade ele era tão seguro. Quando eu achei que eles não poderiam me encantar mais, descobri que ambos eram estudantes da língua francesa e por isso estavam ali.
Eles trocaram algumas palavras em francês em meio a gestos de carinho e aquilo foi uma das coisas que mais me deixou encantada. Não entendi nada, mas a expressão e o olhar as vezes falam mais que as palavras...e eu entendi o que eles estavam querendo passar. 
Em uma sociedade em que a banalidade predomina e o romantismo ficou esquecido,  que  pessoas tem medo ou vergonha de demonstrarem o que sentem (se for um sentimento bom, porque o ódio todo mundo esbanja) é comovente ver algo assim. 
Confesso que fiquei com um pouco de inveja branca, rs 


Garota sortuda. Espero que eles permaneçam juntos, ela pode nunca mais achar alguém que não se importe de demonstrar o que sente em público assim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você achou que...