segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

16h50min. Tarde chuvosa de segunda-feira.


Estou escutando um barulho pesado sob minha cabeça...
As grandes e pesadas gotas d’água que caem por aqui me fazem ter a sensação de estar dentro de uma pipoqueira em ação!
Que delícia! Está chovendo...
Sinto de relance a queda de temperatura...
Não faz frio, mas ao menos existe a ausência de calor! Estou feliz. (Não por muito tempo.).
Imagens como a do orvalho que cai, ou da terra molhada, invadem meu pensamento, e me enchem de paz...
                                                                                               ...
Agora quero correr.
Largar tudo que estou fazendo... E correr...
Correr para casa.Tomar um banho gostoso e preparar um chá ou chocolate quente.
É clara a necessidade de me sentar num lugar confortável, e retomar a leitura daquele livro espetacular que fui obrigada a deixar na cabeceira noite passada...
Eu vou!
Mas daí vem a razão e acaba com tudo.
A maldita vem de dentro e grita: -  Acorda Évelin! Vai trabalhar!
Buá. Buá.
Infelizmente tenho que ouvi-la.
Ótimo. Agora estou chateada.
                                                                                        ...
Mas que droga de vida de adulto! Ora bolas, afinal, que diabo de mundo doido é esse que não se pode sentar pra ler quando lhe dá na telha!
Ahhh...E lá vem a razão novamente: - Tudo bem. É hora de voltar ao trabalho! Seja uma boa menina e espere o horário do expediente acabar.
Então tá né? Tchau.
PS: Perdoem me os erros de pontuação, ortografia e etc.

Texto escrito e divulgado no facebook pela minha maninha Évelin Paxão. Como ela não é blogueira estou aqui, colocando no meu blog, com os devidos créditos, claro. :) 
E a imagem também fui eu quem escolheu e anexou ao texto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você achou que...